ATIVOS DE GERAÇÃO

usina termelétrica

ceará geradora de energia

Potência Instalada - 127MW

Fortaleza (CE) e Manaus (AM)
Investimento Realizado: R$ 80 milhões

O primeiro grande desafio da Servtec no segmento de geração de energia. A companhia concebeu, desenvolveu, investiu e implantou nove usinas termoelétricas com potência total de 127MW, em um período recorde de 90 dias. Estas usinas foram implantadas na região metropolitana de Fortaleza (CE), para atender ao Programa Emergencial de Energia Elétrica, do Governo Federal, e iniciaram sua operação em 2001. Em uma segunda fase, os equipamentos foram transferidos para Manaus (AM) e consolidadas em três usinas. Ao todo, a CGE operou por cinco anos, tendo seu PPA encerrado em 2006.

usina termelétrica

gera amazonas

Potência Instalada - 85MW

Manaus (AM)
Investimento Realizado: R$ 235 MM

Apenas dois anos após ter concluído a implantação desta usina, a Servtec enfrentou outro grande desafio de engenharia: promover sua conversação de óleo pesado (OC-A1) para gás natural, que passou a ser fornecido com a chegada do gasoduto de Urucú. Esta planta opera no regime de despacho permanente, e atende a um PPA de 20 anos com a Amazonas Geração S/A, subsidiária da Eletrobrás.

usina termelétrica

gera maranhão

Potência Instalada - 330MW

Miranda do Norte (MA)
Investimento Realizado: R$ 560 milhões

Trata-se do maior projeto de geração de energia da Servtec e entrou em operação comercial em 2010. Atende a um PPA de 15 anos com 36 distribuidoras de energia e produz energia suficiente para atender toda a ilha de São Luís (MA). Concebido para servir de back-up do Sistema Interligado Nacional (SIN), chegou a operar por nove meses ininterruptos no ano de 2012.

usina eólica

bons ventos taÍBA

Potência Instalada - 17MW

São Gonçalo do Amarante (CE)
Investimento Realizado: R$ 87 milhões

Os projetos foram um grande desafio para a Servtec, uma vez que os 75 aerogeradores foram implantados sobre dunas móveis, o que exigiu envolvimento dos mais renomados profissionais de engenharia do Brasil. As usinas possuem contratos de venda de energia para a Eletrobrás, atendendo ao Programa de Incentivo às Fontes de Energias Renováveis (PROINFA), do Governo Federal.

usina eólica

bons ventos do aracati

Potência Instalada - 140MW

Acarati (CE) Investimento
Realizado: R$ 715 milhões

Os parques iniciaram sua operação comercial em 2008 e 2010, respectivamente. Em 2011, a Bons Ventos Aracati foi considerada a maior usina de geração eólica do Brasil, com produção anual superior a 500 GWh.

A Servtec manteve os parques Bons Ventos Taíba e Aracati até 2012, quando foram adquiridos pela CPFL Renováveis.

usina eólica

bons ventos da serra i

Potência Instalada - 23MW

Ibiapina (CE) Investimento
Realizado: R$ 130 milhões

Os dois primeiros empreendimentos de um Complexo Eólico com potencial de 400MW, BVS1 e BVS2 somam 109MW e foram erguidos no alto da Chapada da Ibiapaba (CE). Com 52 aerogeradores instalados à quase 1.000 metros de altitude do nível do mar, gera energia a partir de ventos constantes e unidirecionais e atendem a PPAs conquistados nos leilões organizados pelo Governo Federal no Ambiente de Contratação Regulada (ACR).

usina eólica

bons ventos da serra ii

Potência Instalada - 86MW

Ibiapina e Ubajara (CE)
Investimento Realizado: R$ 550 milhões

centrais de deração hidrelétrica (cghs)

paulista geradora de energia

Potência Instalada - 7.1MW

Guaraú (SP)
Cascata (SP)
Investimento Previsto: R$ 62 milhões

Em um projeto pioneiro no estado de São Paulo, a Servtec, em parceria com a Sabesp e Tecniplan, constituiu a sociedade da Paulista Geradora de Energia (PGE), com o objetivo de explorar o potencial hidráulico dos reservatórios da Sabesp.

Com fator de capacidade diferenciado no segmento de Geração Distribuída (FC=80%), o projeto tem importante contribuição para o meio ambiente em função de geração a partir de uma fonte renovável. 

A construção das duas CGHs (Guaraú e Cascata), tem previsão de investimento de R$ 62 milhões, e início de operação comercial para meados de 2021. Toda a energia gerada nas duas CGHs serão destinadas à Telefônica Vivo, atendendo um contrato de longo prazo firmado entre as empresas.

pequena central hidrelétrica (pch)

inxú

Potência Instalada - 21.8MW

Campo Novo do Parecís (MT)
Investimento: Darby Servtec Energia FIP

Inxú é uma PCH localizada no Rio do Sangue, rio com um dos mais estáveis e regulares fluxos de água do país. Considerando a média histórica dos últimos 35 anos, apresenta um fator de capacidade superior a 80% enquanto a média nacional é de 55%. 

Sua concessão emitida pela ANEEL em 2010, mesmo ano em que o projeto conquistou um PPA de 30 anos no 3o leilão de energia de reserva (LER). Com sua construção iniciada em 2011, teve sua operação comercial em 2015. Foi  adquirida pelo Darby Servtec Energia FIP em 2020.

Usinas de Fonte Solar

Geração Distribuída

Potência Instalada 2020 - 200MWp
Potência Instalada 2021 - 300MWp

Estados: MG, SP, PE, GO, CE, BA
Investimento: Darby Servtec GD Participações

Através da joint venture com a Darby/Franklin Templeton Investments, a Servtec constituiu a Darby Servtec GDPar, empresa com foco de atuação no segmento de Geração Distribuída, primordialmente através de usinas de geração solar. O plano contempla construir um portfólio de 200MWp até o final de 2020, ampliando para 300MWp até o final de 2021, em várias usinas com potência de até 6,50MWp em diversos estados do país.

O modelo de negócios considera a associação com developers que agregam não só o projeto como também contratos de longo prazo para a usina. Alguns dos parceiros já contratados são: SolarGrid, Solarian, GDSolar e Órigo.

Copyrjght © Servtec - 2020 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Le Pera | Inspirit. Nosso negócio é vender ; )